Propósito e significado, nosso anseio

Uma das coisas mais fascinantes no ofício de analisar e traduzir os significados do céu é a possibilidade de identificar os anseios psíquicos latentes na Alma do Mundo em determinados períodos e ciclos na Terra. Compreender o que inspira e deflagra os comportamentos que vemos e, assim, dialogar sobre o espírito do tempo.

Pois o tempo é de autenticidade, ouvir o coração, ser e amar quem somos, viver alinhado ao propósito de vida. Para o bem ser estar nosso e de todo o planeta.  Se você ainda não percebeu, o sistema atual fundamentado na exploração desmedida, no consumismo desenfreado, na imagem sobre o conteúdo e na queda de braço com as forças da natureza está em franco colapso à nossa frente. Ruindo, desabando, tal qual a carta da Torre.

O que está em andamento é uma grande mudança de paradigma e de status quo do planeta. E a nova estrutura de poder, ao que tudo indica, será baseada na autenticidade, no senso de propósito, na criatividade e no amor universal – algo que entendo com uma conjugação de afeto, respeito e empatia pelos outros. Menos egoísmo e mais ‘faça aos outros, o que você gostaria que fizessem para e com você’.

O momento é de assumir responsabilidade e, com isso, abraçar novos valores, onde os propósitos, as intenções, os porquês são tão ou mais importantes do que os fins. É tempo de abandonar a zona de conforto do egoísmo, da falta de respeito e do ‘não sou responsável por nada disso’.  Somos todos responsáveis pelo que acontece em cada recanto e rincão do planeta.

Propósito e significado para o alvorecer e entardecer nosso de cada dia, o nosso anseio latente no espírito do tempo. Um reflexo de que o mundo sinaliza por uma mudança de comportamento  e nós por ela clamamos em busca de sobrevivência como espécie. Uma mudança pela vida.  E isso, no final das contas, é o que torna mais e mais corações & mentes engajados e não indiferentes, em uníssono compasso pela vida.