Porque boas histórias movem o mundo!

Foi um crush antigo por histórias e seus protagonistas que me levou à graduação em Jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. O que se provou certo, já que, nas redações e assessorias de comunicação, contei muitas histórias. De gente. De vida. De arte. De empresas e empreendedores. De disruptores. De estilos e jeitos de viver. De comportamento.

Isso tudo só fez aumentar meus fascínio por histórias e gente. E despertou o interesse pelo comportamento humano e sua conexão com a natureza e o universo. O que acabou me levando a investir em uma pós-graduação nada tradicional, longe dos bancos da Academia. Fiz pós em Astrologia!

Me apaixonei por seu milenar universo de símbolos & significados que vão muito além do horóscopo nosso de cada dia.  Como disse  Carl Gustav Jung na obra The Secret of the Golden Flower, ‘a Astrologia merece o reconhecimento da Psicologia, sem restrições, pois representa a soma de todo o conhecimento psicológico da Antiguidade‘.  E quanto mais estudava e praticava, mais me encantava com Dona Astrô.

Bem, mas mas curiosa e atraída por breakthroughs e inovações que sou, então meus olhinhos brilharam quando ouvi falar do tal BodyTalk, um sistema terapêutico que mescla os milenares ensinamentos chineses e ayurvédicos com a Física Quântica. Mergulhei neste universo, em paralelo com a Astrologia. E fiz minha segunda ‘pós-graduação’ diferentona, aprendendo mais ainda sobre a conexão entre a natureza e o comportamento humano.

Em busca do ponto de equilíbrio nesse TAO, ou como poderia aplicar tudo isso na comunicação, comecei a buscar outros cursos. Aí, veio Cool Hunting na ESPM, Depois, Future of Storytelling na iversity de Berlim. E em 2016, Transmedia Storytelling com Fernando Palácios e Introdução ao Roteiro com o talentoso Henrique Melhado. E foi aí que compreendi que o fio condutor que dá sentido à minha trajetória e carreira é tudo conecta é ele, o Significado. Não por acaso, ingrediente básico de toda boa história.

Pois isso tudo só me faz acreditar mais & mais no poder do significado, das conexões criativas. E das boas histórias, claro! É assim que podemos unir pessoas em torno de um mesmo compartilhar. Provocar novas ideias & inspirar ações. Transformar e mudar. Mover nossos próprios universos e fazer o mudo avançar. Pra melhor. Sim, eu acredito!