Ovos, Páscoa e… Borboletas?

Já reaparou que o recolhimento precede  uma transformação? Então observe o simbolismo da Páscoa, data que celebra exatamente a simbologia da ressurreição, do morrer para renascer e, acima de tudo, do início de um novo ciclo.  Dos começos e recomeços. Das novas etapas. Das mudanças profundas. Do transmutar das borboletas.

Sim, claro! Como borboletas, abandonamos toda e qualquer  resistência, abrindo espaço para o movimento, para o suave deixar o casulo e bater lindas e coloridas asas. E eis a beleza da transmutação: ela ocorre lindamente à nossa frente, sem grandes sobressaltos, quando não reagimos à ela e apenas deixamos que flua em seu curso natural.

Como dizia Heráclito: “nada é permanente, salvo a mudança”.  O que a Páscoa tão bem celebra.

Feliz Páscoa!

pascoa

Ovos e borboletas: em sintonia com o espírito da (minha) Páscoa