Feliz Ano Novo, Feliz Aniversário!

Todos os anos, em seu passeio anual pelo zodíaco, o Sol regressa ao grau exato em que estava no dia que nascemos. Em astrologuês, chamamos este momento de Revolução Solar. Na linguagem cotidiana, é Aniversário mesmo.  Pra mim, é Ano Novo pessoal. Afinal, trata-se de uma virada de ano.  O ponto zero de um novo ciclo em nossas vidas.  E como tal, merece ser lindamente celebrado e compartilhado. Na intenção, principalmente.

Como nas celebrações budistas de Ano Novo, por exemplo.

Anos atrás, eu estava acompanhado as danças sagradas tradicionais do budismo tibetano, na celebração do Losar (o ano novo tibeano) no Templo Budista Khadro Ling, em Três Coroas, quando ouvi palavras que nunca mais sairiam do meu coração.  Disse o Rinpoche que as danças eram meditação em movimento. E suas  coreografias,  expressões das intenções daquele meditar –  no caso ali, agradecimento, raiva como purificação, compaixão, paz e harmonia para todos na comunidade e no planeta.

Meditação em movimento. Uau. Que lindo!

As danças simbolizando o poder da intenção de evitar que qualquer escuridão, distúrbios ou energias negativas do ano que passou fossem levadas para o ano seguinte. Aquilo me impressionou. Dialogou com meu cuore. E ,e fez lembrar que, intuitivamente, eu sempre fiz isso:  usar música e dança para afastar os fantasmas, desintoxicar o corpo e a mente de coisas que não me caem bem.  E, ainda, para celebrar e receber o que de bom a vida nos oferta. Os finais e começos. Com fé, elevar a alma. Tudo super conectado coma energia de Netuno, a propósito.

Entusiasmada, escolhi uma música e meditei em movimento, com a intenção de levar para o meu Ano a energia linda linda linda de cada mensagem de Aniversário que estou recebendo e devolvê-las ao mundo. Assim, celebrei o começo do meu Ano Novo. Com amor, entusiasmo e todo o coração. <3

buda amor

Essa linda imagem do Buda do Amor me foi presenteada pelo amigo Rubens Turkienicz. Obrigada.  _/\_ Namastê!