Começa por você

‘A única revolução possível é a do espírito – é individual. E se milhões de indivíduos mudarem, então a sociedade mudará em conseqüência disso, não o contrário. Você não pode mudar a sociedade primeiro e esperar que os indivíduos mudem depois’ Osho

Como orientam os sábios, os escritos  da Antiguidade e mestre Yoda em Star Wars, toda jornada de transformação se inicia dentro de nós. E o primeiro passo é compreender as necessidades de expressão e os anseios da alma, do propósito do espírito. Ou seja, estabelecendo uma relação íntima com as forças que compõem a nossa própria natureza.

Porque?

Porque o nosso modelo biológico de funcionamento é espiritual, como aprendi com Caroline Myss. Funciona assim:  seu corpo, sua mente e sua psique (a emoção) se moldam e nutrem a partir das crenças que alimentam as escolhas que você faz.  Porque são elas que fortalecem ou enfraquecem o espírito – o nosso poder pessoal – conforme entram em nossos sistemas energéticos. ‘Nosso poder no mundo físico não nos limita. Só o que nos limita é a nossa relação com o nosso poder interior, nosso espírito’, diz Caroline Myss.

Cultivar o espírito é necessário, portanto, para uma vida em equilíbrio e saudável.

Mas como se faz isso?

Estabelecendo uma relação íntima com as forças que compõem a nossa natureza. Com aquilo que a gente verdadeiramente é.  Com o nosso espírito. Quanto mais em contato com nossa natureza, a nossa verdade,  mais forte energeticamente nos tornamos.  Porque assim alimentamos nosso espírito e, com isso, elevamos a vibração de amor do coração.  Nessa frequência, nos retroalimentamos e nos mantemos conectados com a sabedoria do coração, a única capaz de nos guiar diante dos anseios da alma e dos propósitos do espírito.

É como se você fosse um aparelho de rádio. Se você sintonizar uma estação de pagode,  esse é o tipo de música que você vai tocar, certo? E vai atrair fãs deste estilo, não é?  Se tocar rock,  atrairá roqueiros. E se for música country, cowboys.  Ou seja, a estação que você sintonizar  (suas crenças) vai determinar o tipo de vibração que você vai emitir e o tipo de público (situações e pessoas) que você  atrairá na sua vida. Isso é #fato.

Portanto, se você não está gostando do que rola na sua vida, é hora de mudar de estação! Preste atenção e identifique qual a sua sintonia, pra começar  –  porque é ela que está atraindo o seu público.  Mas nada de sair por ai afobado, buscando qualquer nova estação!

Antes disso, é preciso compreender o tipo de música que ressoa com  o som do seu coração. Qual é a música dele? Esse é o seu verdadeiro ritmo, o seu compasso. Martin Luther King, por exemplo, vibrava a freqüência do amor, do respeito e da igualdade. E foi essa mensagem que atraiu milhares de seguidores mundo afora.

Sim, sim, sim. Quanto mais tuas escolhas estão em sintonia com a tua natureza, com a verdade do coração, mais forte tu ficas.  E quanto mais agir assim, mais  retroalimentará o teu espírito, e mais fortalecerá o teu campo energético e o teu poder pessoal. Porque é a sabedoria inata de amor do coração, e sempre ela, que guia e mostra o que realmente é relevante e verdadeiro para o espírito e a alma em nossa existência por aqui.

Ouvir o coração, se conectar com a freqüência de amorosidade dele e assim fortalecer o espírito. Essa é grande revolução que vivemos.   E ela começa com a conexão com a nossa natureza interior, a nossa verdade, o nosso espírito – pela jornada que fortalece o espírito:  a interior, rumo ao coração.