Com os planetas e muita imaginação

‘A imaginação é mais importante que o conhecimento.
O conhecimento é limitado, enquanto a imaginação abraça
o mundo  inteiro, estimulando o progresso, dando à luz a evolução.’
Albert Einstein

No último post, escrevi que  devemos nos aliar aos astros quando queremos mudar os rumos da nossa história por aqui.  Quando disse isso, estava me referindo à abordagem astrológica que trabalha no ponto onde a (meta)física e o místico convergem:  a crença na unidade, que tudo está ligado e em fluxo dinâmico constante.

Uma compreensão que nos torna conscientes  da nossa própria natureza, nos levando a reconhecer o importante papel de co-criadores que temos para criar a vida que desejamos e um mundo melhor pra todos!  E que entende que essa capacidade de co-criar depende da capacidade de imaginação.

Porque ao que tudo indica, é assim que coisa funciona no mundo energético:  a gente sonha, imagina e depois materializa. Ou seja, o ato de imaginar sempre precede toda e qualquer realidade material concreta.  Como diz a astróloga Caroline Casey “a imaginação lança os trilhos para o trem da realidade”. Eis o o grande poder  da imaginação, algo que também o físico Albert Einstein parecia defender.

Então, pra mudar as narrativas e os rumos de nossas histórias, criando uma realidade e um mundo melhor, precisamos de imaginação.  Mas como a Astrologia pode estimular a capacidade de imaginação?

Através dos planetas. É assim que se estimula a capacidade de imaginação para co-criar realidade.

Mas porque os planetas e não os signos?

Porque na linguagem simbólica da Astrologia os planetas são verbos, enquanto os signos são advérbios. Os planetas simbolizam as forças-energias-inteligências arquetípicas, comuns a todos, que representam impulsos do espírito e necessidades de expressão da alma.  E por isso, a forma como nos relacionamos com elas, a consciência que delas temos, moldam a vida que levamos aqui.

Por exemplo, o Sol sempre representará a consciência que tens da tua verdade, da tua autenticidade, do propósito divino para tua existência aqui, do teu papel no todo, independente se tu nasceste sob o signo de Leão, Touro, Aquário ou Peixes. O signo vai tonalizar a forma, a maneira como tu farás isso.

Na prática, como se estimula a capacidade de imaginação para co-criar (nova) realidade com a Astrologia?

Formando alianças e pedindo uma ajudinha às forças que residem em nós e que são simbolizadas pelos planetas. Primeiro, compreendendo a força-inteligência-energia que ele simboliza. Depois, usando a imaginação pra dialogar e se relacionar com ele através de práticas, teatralizando  e  astroritualizando. Por exemplo:

– Escolha uma música que tenha a ver com a energia-símbolo-inteligência-consciência que o planeta simboliza. Se for Plutão, por exemplo, cante e dance  ‘let it go, let it go, let it go’, o hit do filme Frozen, pra deixar ir toda e qualquer necessidade de controlar ou ser controlada por alguém ou alguma coisa, inclusive as diabruras do ego ruminante.

– Outra prática deliciosa é desenhar os glifos (ícones) dos planetas, pintá-los ou  fazer colagens sobre eles. Tudo sempre imbuído de intenção.

Porque o que conta, mesmo, é a intenção. Se ela é verdadeira, honesta aos anseios da alma, ao propósito do espírito, à missão e papel nosso no mundo sempre  A intenção é tudo nesse tipo de prática!

. Aliás, tu sabias que qualquer ato físico imbuído de intenção invisível e foco é rito? Aham! Mas não espera que um o Gênio da Lâmpada  se materialize e realize teu desejo. Não é nada disso! Na verdade, a intenção que expressas ritualisticamente magnetiza oportunidades externas que irão possibilitar a concretização da intenção. Aí,  caberá a ti o concretizar. Agir para isso. É o teu papel como co-criador. Não é demais isso? A possibilidade de criar oportunidades?

A mim, encanta e entusiasma saber que podemos, sim, mudar narrativas e melhorar a vida por aqui. E que tudo tudo começa com a capacidade de imaginação e seu poder de criar o novo.