2 Comments

  1. Guilherme Atencio
    20/07/2015 @ 16:47

    Presentear pessoas é complicado. Tem os “conhecidos” (que ganham algo genérico sem muita significância), tem os amigos, quando fica mais fácil escolher algo que vai agradar e tem aqueles casos especiais:
    Tu vê algo e imediatamente pensa na pessoa. Alguém que iria entender o motivo que te fez lembrar dela. Alguém que percebe que o gesto é maior que o presente e que não precisa de motivo ou de data especial.
    Felizmente, eu não me enganei (também, depois de 21 anos) e a Lila “entendeu” o presente.
    Grato sou eu, de ter te conhecido e ser teu amigo.

    PS: Como que tu não cita o Chuck Jones? Hehehehe
    https://palominobrands.com/introducing-chuck-jones-edition-blackwing-602/

    Reply

    • Lila Rizzon
      21/07/2015 @ 17:54

      Guilheeeeeerme, já usei muitas palavras para expressar o quanto amei, em entusiasmei e em empolguei com o presente que me deste. Sim, o gesto de amizade e carinho foram maiores que o kit escritora e o icônico Blackwing 602. 😉 Por isso, eu que agradeço essa amizade e este lilar há 21 anos – quase bodas, hein? 😉 Ah, e quanto ao esquecimento, fiquei tão emocionada que esqueci mesmo!! Ainda bem q dá pra editar e corrigir, né? Hehehehehe

      Reply

Comente!